Crianças e adolescentes escrevendo livros

Crianças e adolescentes escrevendo

Crianças e adolescentes escrevendoHá tempo venho querendo falar sobre isso. De alguma forma, o blog Como escrever recebe mais e mais visitas de crianças e adolescentes que desejam escrever livros. Até aí, nada de mais, nada de errado. A molecada é esperta na internet e sabe localizar o que deseja. E creio que nós, adultos, devemos incentivar e orientar jovens que desejam escrever.

De minha parte, sempre lutei para ter um site limpo, livre das toneladas e toneladas de palavrões e ofensas que pululam por aí na internet. Quem publica tais coisas por aqui recebe um delete curto e sêco. Aqui não é lata de lixo.

Por outro lado, gostaria de dizer algumas coisas às crianças e jovens que visitam o blog.

Você que é menor de dezoito anos, e já tem iniciativas, como a de escrever um livro, por exemplo, jamais faça as coisas sem comunicar aos seus pais ou responsáveis. Muito menos publicar algo que escreveu. Escrever é uma coisa. Quando você publica, já é outra completamente diferente. Aquilo que você escreveu pode ser usado de forma indevida. E voltar-se contra você. É… o mundo é cruel, saiba disso.

Não é preciso ficar com medo. Uma criança pode sim, escrever algo. Mas na hora de publicar, a história é outra. Procure sempre seus pais e informe o que está fazendo.

Mais uma coisa. Não confie em qualquer pessoa, principalmente se você conhece apenas pela internet. Você nunca sabe se quem está do outro lado é quem diz ser.

Outra coisinha. Não fique lendo tudo quanto é coisa que aparece em sua frente. Tem muito conteúdo ruim na internet. Que não faz bem à sua cabeça. Se você perceber que o conteúdo é pesado… clique! Saia fora.

Bem… era o que eu tinha pra dizer, jovens. No mais… estudem e tornem-se bons escritores, com a graça de Deus.

 

About the Author brunogrunig

41 comments
Giulia says janeiro 29, 2014

Olá,meu nome é Giulia e tenho 13 anos.Estou começando a acompanhar seu blog agora e já estou adorando,parabéns!!
Eu gostaria de algumas dicas…Estou querendo ser uma futura escritora e quero começar de vagar,de que maneira eu inicio a escrever??Com pequenos textos(tipo redações) ou com pequenas histórias(do tamanho de capítulos)??
Também gostaria de saber em como escolher o estilo dos meus textos(como romance,ficção,etc).Na minha opinião isso é o mais difícil!
Não sei se começo a história já sabendo o que vai acontecer ou deixo a história vir em minha mente enquanto escrevo!
Os nomes dos personagens também me atrapalha ao escrever,tem alguma dica??
Obrigada pela atenção,abraços!!

    brunogrunig says janeiro 7, 2015

    Olá Giulia. Acredito que você deva ler bastante e estudar. Aprenda como os escritores fazem seus livros. E comece uma história sem importar-se em que categoria vai cair, nada disso. Comece algo que você goste. E termine. Assim você vai aprendendo. Abraço.

igor leone says janeiro 5, 2014

olá,sou adolescente e queria saber o que faço para nao perder o otimismo de escrever um livro quando voce esta o escrevendo.Um abraço bruno!!!

    brunogrunig says janeiro 7, 2015

    Olá Igor. Leia outros livros. Aprenda mais. Escreva um livro curto e termine. Se ficar eternamente no mesmo livro, o entusiasmo vai embora. Abraço.

Vinícius Botelho says outubro 27, 2013

Já estou dentro dos quesitos, tou escrevendo um livro que vai demorar um pouco para eu terminar,tendo apenas ai meus poucos 14 anos nas costas, mas minha mãe já sabe que estou escrevendo e já falei para ela que quero publicar, e sobre esse negócio de conteúdo ruim nem ligo sei separar o que bom e pegar pra mim e o que é ruim jogar longe e assim vou levando aos poucos a escrita sem muita pressa 🙂
Ah e blog muito bom esse seu tava mais uma vez pesquisando dicas e achei ele conteudo bacana e bem informativo.

    brunogrunig says novembro 13, 2013

    Legal, Vinicius. Siga em frente. Um abraço.

Luana Julia says setembro 9, 2013

Eu leio muitos livros de meninas bruxos e etc…
Mais eu queria saber de que forma posso começar.
Ex.: A menina foi blablabla? e assim vai?

    brunogrunig says outubro 12, 2013

    Olá Luana. Você pode começar como quiser. Já que está lendo muitos livros… veja como começam. Um abraço.

Luana Julia says setembro 9, 2013

Oi eu tenho 11 anos e queria fazer um livro de uma estilista, como posso começar meu livro?

    brunogrunig says outubro 12, 2013

    Olá Luana. Comece fazendo anotações que irão ajudar na hora de escrever. Um abraço.

Pedro says agosto 24, 2013

Olá! 😀
Teno 14 anos e estou escrevendo minha primeira história narrada em 1ª pessoa. Estou meio na dúvida sobre os verbos. Como li em outros livros narrados em 1ª pessoa, os verbos são escritos no passado. Na minha história, tem uma parte que me deixa com dúvidas. Veja bem, estou narrando os fatos simultaneamente, e então, há uma pausa para deixar a opinião do personagem sobre o que foi narrado. Devo deixar o verbo dessa parte no passado ou no presente? Vou deixar aqui um trecho como exemplo: “Eu estava convicto de que viajaria para a China. Eu amo a China.” Na segunda frase, está expressando a opinião do personagem sobre o fato da primeira frase. A palavra “amo” deve ser mudada para o passado ou deixada no presente? Agradeço desde já.
E muito obrigado pelo blog, ele me ajuda muito. Meus parabéns, abraços.

    brunogrunig says outubro 12, 2013

    Olá Pedro. Se o personagem estiver consversando com outro, naquele momento em que emite a opinião, o verbo vai no presente. Um abraço.

Amanda alves says julho 1, 2013

olá, meu nome é Amanda,Tenho 14 anos. Quero escrever um livro, porém, sempre surge duvidas na hora de começar. Quero escrever sobre “ficção cientifica” (vampiros,bruxos,feiticeiros, etc…),Como começo meu livro ? não quero que seja uma coisa repetida, que sempre encontro em livros assim, quero uma coisa única.
agradeço desde desde de já.

    brunogrunig says julho 29, 2013

    Olá Amanda. A primeira coisa é ler. Ler muito. E especialmente livros do gênero que pretende escrever. Aprender com quem já sabe. Há dicas aqui mesmo no blog, sobre resumo e tudo mais. Um abraço.

Victor says julho 1, 2013

Com meus 17 anos e sendo um vestibulando, fica cada vez mais difícil encontrar tempo para me dedicar à leitura. Tendo o gênero Fantasia Medieval como um dos meus favoritos, pretendo, algum dia, escrever um livro desse gênero. Gostaria de saber se você considera a re-leitura analítica de algumas obras (fazendo anotações) é uma boa maneira de pegar o jeito da escrita.

Abraço!

    brunogrunig says julho 29, 2013

    Olá Victor. Creio que a releitura, como você mencionou, ajuda. Aliás, a leitura em geral já ajuda muito. Ler muito mesmo. Ao ler, você não percebe, mas já está pegando o jeito da coisa. Analisando os textos, melhor ainda. Um abraço.

Jhulia Volpi says junho 30, 2013

Oi.Tenho 10 anos e sou inteligente,muito obrigada mas quero saber onde escrevo um livro.Li em um site que pode ser no Word,mas quero saber direitinho,me explique,por favor?Obrigada!

    brunogrunig says julho 29, 2013

    Olá Jhulia. Pode ser no word, sim. Ou qualquer outro editor de texto. Você pode usar o Ywriter, que ajuda na organização do livro. Há artigos no blog sobre isso. Um abraço.

Íris F. Tosta says junho 28, 2013

Olá, Bruno! Meu nome é Íris, tenho 11 anos e quero escrever um livro, já falei com meu pais, e os mesmos me apoiaram completamente. Ao ler esse post (aliás, acompanho o blog, e acho ótimo), tive uma duvida sobre a publicação do livro: além de contatar o pais, precisamos fazer o quê mais para ter nosso livro?Pelo fato de ser menor de idade, pode ocorrer algum problema, como a editora se recusar a publicar um ótimo material por isso? Eu pensei em publicar no Clube de Autores, em eBook, mesmo, também gostaria de um post sobre os nomes de personagens, pois para mim isso é de fato um problema.
Obrigada pela atenção.

    brunogrunig says julho 29, 2013

    Olá Íris. Creio que você deveria ler as regras do Clube de autores, e se não houver nada lá, entrar em contato para saber mais detalhes. Acredito que seus pais tenham que tornar-se responsáveis pelas publicações. Quanto aos nomes de personagens, tente sites que sugerem nomes para bebês. E para os sobrenomes também existem sites. Um abraço.

Michelly says junho 26, 2013

Meu nome é Michelly e eu tenho 13 anos.Amo literatura,e desde que mergulhei no mundo da leitura sonho em escrever uma obra envolvente tal como as dos meus escritores favoritos(J.K Rowling,Lauren Kate,Rick Riordan…).Embora eu saiba que escrever um livro exija técnicas e experiência no mundo da literatura,eu realmente quero colocar minhas idéias no papel.Meu professor de português disse que eu escrevo bem,mas eu sei que só isso não basta.Eu tenho uma ideia legal mas não sei se devo escrever agora-será que alguém se interessaria na estória de uma adolescente?- eu queria saber sua opnião sobre isso.E seus textos são ótimos,realmente inspiradores,parabéns pelo blog.

    brunogrunig says junho 26, 2013

    Olá Michelly. Não fique preocupada com “alguém vai se interessar…”. Escreva a história. Depois, escreva outra. E aprenda, aprenda. Não queira juntar-se à turma que deseja escrever o melhor livro do mundo na primeira vez. Um abraço.

gabriel says junho 25, 2013

Olá gostei muito de seu blog me ajudou muito a ter mais inspiração para começar a escrever. Bem sou novo tenho 14 anos,porém, tenho muita criatividade segundo minha professora de redação diz.Dai poucos dias atrás decidi começar uma história do nada, porém fico com uma pulga atrás da orelha, leio muito obras de autores americanos como “Percy Jackson e os olimpianos”, “Crônicas de gelo e fogo” entre outras com esse mesmo estilo. O meu receio é que mesmo que comesse uma história do nada vou acabar usando alguma ideia dessas autores, pois afinal minhas ideias foram formuladas em cima dos textos deles, ai eu queria perguntar se isso poderia ser considerado plágio se por acaso dar continuidade nesse texto e algum editor se interessar. Ficarei grato por sua resposta e parabéns pelo blog.

    brunogrunig says junho 25, 2013

    Olá Gabriel. Procure sempre ser original. Jamais pense em “dar continuidade” a algum personagem já existente, criado por outro autor. Isso não é correto. Você não é o dono do personagem e não tem autorização para escrever sobre ele. Crie seus próprios personagens. Que podem ser inspirados em algum já existente, é claro. Um abraço.

eduardo silva says junho 14, 2013

estou escrevendo um livro de 270 folhas e ja escrevi 190 e tenho apenas 10 anos

    brunogrunig says junho 25, 2013

    Legal, Eduardo. Espero que siga em frente. Um abraço.

ana safira says junho 4, 2013

olá,eu sou ana e estou tentando escrever um livro de contos, porem tenho dificuldade em começar a escrever cada estória, o texto apenas começa a fluir no segundo paragrafo e as vezes chego a pular as primeiras linhas

    brunogrunig says junho 7, 2013

    Olá Ana. creio que é porque você enfiou na cabeça que quer escrever “contos”, no plural. Experimente concentrar-se em um conto apenas. Termine um primeiro. E depois comece o outro. Um abraço.

Yasmin says maio 29, 2013

Olá , tenho gostado muito do que tem postado no seu blog , (não sei se essa é sua especialidade) , falar sobre a Hierarquia Invisível. Poderia me indicar algum livro (mais que um na verdade) sobre mitologia céltica e nórdica ? Pois procurando na internet eu fico um pouco apreensiva. Seria ótimo que me indicasse algo assim , por que na verdade,o que eu quero escrever são coisas mais fictícias. Eu tenho pesquisado muito sobre Goblins, Duendes e Ninfas; Em cada mitologia as pessoas os descrevem diferente (mas nunca mudando o fato de terem poderes mágicos elementais). Um abraço !

    brunogrunig says junho 3, 2013

    Olá Yasmin. Nem me arrisco… essa não é – definitivamente – a minha praia. Nunca li algo assim, sinto muito. Um abraço.

Owen MacClyff says maio 29, 2013

Olá! Vi seus vídeos no YouTube e me interessei!

Já faz alguns anos(pra mim é milênios) que tento escrever um livro. Só vim dar conta da dificuldade, quando coloquei a caneta no papel. Possuo muita criatividade, mas na hora bateu o famoso BRANCO. Não fazia ideia de que poderia ser tão complicado. Mas obtive êxito em um pequeno texto num celular de uma amiga. Ficou bem eletrizante, até eu mesmo me impressionei.

Contudo, até os sábios um dia, já receberam concelhos. Preciso de um nesse exato momento. Não que eu esteja me chamando de sábio… Ah! você entendeu.

Meus amigos dizem que tenho dom. Até minha família diz. Mas sei que alguns(ou até todos pois a maioria são falsos) só fazem isso pra me deixar mais feliz. Preciso de uma dica, comentário, qualquer coisa. Contando que me faça ir para longe ou até além. Agradecido.
-Gabriel campos

    brunogrunig says junho 3, 2013

    Olá Gabriel. Só se aprende a escrever fazendo duas coisas. Lendo (muito) e… escrevendo. Um grande êrro é querer fazer uma “obra-prima” logo na primeira. Escreva primeiro coisas pequenas. Pense comigo: se você não consegue escrever uma redação de duas páginas… como vai escrever um livro? Pois saiba que um livro é isso… uma redação grande. Comece com uma história simples. Algo familiar. Conte a história de um final de semana que passou com amigos, etc. Em poucas páginas. Duas, três. Ou mesmo a idéia que você tem na cabeça. Descreva a idéia em algumas páginas, conte a história rapidamente. É por aí. Um abraço.

Murilo says maio 17, 2013

Oi faz um tempo que eu escrevo historias no power point e no pint eu fiz as historias ´´Minha Versão da historia´´ e o outro lado da perfeição

sou Murilo tenho 11 anos

    brunogrunig says maio 20, 2013

    Valeu, Murilo. Um abraço.

Camile Carvalho says maio 1, 2013

Gostaria de lhe dar os parabéns pela qualidade do seu site! O conteúdo é muito bom e o encontrei numa pesquisa do google sobre como escrever livros. Estou escrevendo um, já passei dos 20 capítulos, mas sempre travo ao pensar se a narrativa a ser usada é melhor na 1ª ou 3ª pessoa. A questão é que iniciei na primeira pessoa, mas meu personagem sofre um acidente e seu irmão passa a narrar durante um tempo. Isso é comum ou deveria ser evitado? Deveria eu ajustar tudo pra 3ª pessoa pra não ter esse problema? Depois que surgiu esse dilema fiquei travada e a história não flui direito, isso é comum?

Muito obrigada desde já e novamente parabéns pelo seu trabalho!

    brunogrunig says maio 15, 2013

    Olá Camille. A narrativa na terceira pessoa é a mais comum. Acho que não há problema, desde que o leitor compreenda o que está acontecendo. Um abraço.

Stefany says abril 26, 2013

Oiii … To gostando muito do blog, obg, esta mim ajudadnod muito … Mas eu queria uma ajudinha, na hora de escrever eu meio que acabo ficando em duvida tipo, eu estou escrevendo em primeira pessoa entao os acontecimentos tem quer vim com o que a personagem sabe, mas como ela morre eu fico em duvida de usar o “é” ou “era” tipo presente ou passado … mim ajude : )) obg… e Parebens pelo obg amei

camilly vitoria says abril 8, 2013

sou uma criança de 7 anos de idade queria escrever um livro mais eu nao consigo ai eu escrevir essa<3
um amor é como uma flor e um senntimento é como uma criança linda eu escrevir essa mas eu nao consigo escrever nen uma eu queria uma ajuda ai eu escrevo muita possia mas eu queria ser cantora mas meu sonho é ir para nova york

    brunogrunig says maio 15, 2013

    Olá Camilly. Tenha paciencia… você terá tempo para tudo isso. Um abraço.

Mabelle Ferreira says março 30, 2013

Este Blog tem me ajudado bastante, estou gostando muito do seu trabalho e espero que continue assim sempre ajudando a construir sonhos… Parabéns!

    brunogrunig says abril 1, 2013

    Valeu, Mabelle.Um abraço.

Comments are closed